Estrelas zombie e o destino do Sistema Solar

17 de Novembro de 2015
Clique para ver a imagem maior

Em muitos lugares da Terra suspiramos de alívio por ter terminado a altura mais assustadora do ano (o Halloween). Mas o Universo reservou-nos ainda uma última travessura, uma estrela zombie!

Não se trata de um disfarce, a estrela no centro da imagem renasceu efetivamente da morte e …. está faminta!

Quando estrelas como o nosso Sol queimam todo o seu combustível atingem o final das suas vidas. Como espetadores sabemos que isto acontece quando vemos a estrela a inchar, tornando-se cada vez mais vermelha até alcançar dimensões várias vezes superiores ao seu tamanho inicial.

No final torna-se demasiado grande e as camadas exteriores escapam para o espaço, afastando-se e flutuando até ao vazio. No fim resta o núcleo quente e compacto designado por anã branca (devido ao seu tamanho e nome).

Mas o que acontece aos planetas que se encontram à volta da estrela? Conseguem sobreviver? Se sim o que restará?

Bem, pela primeira vez os astrónomos conseguiram observar o que ocorre aos corpos que circulam de perto uma anã branca. E não foi bonito. Descobriram que um asteróide tinha deambulado perigosamente perto desta estrela morta acabando por lhe servir de refeição.

O disco de material que vemos à volta da estrela não morta está formado pelos destroços do asteroide. O lado bom, é que o disco muito semelhante aos de Saturno, é espetacular. Talvez o asteroide preferisse ter este destino?

Cool Fact!

Esta estrela tem-nos dado algumas pistas importantes sobre o destino do nosso próprio sistema solar. Estamos com sorte, sete mil milhões de anos deverão ser suficientes para conseguirmos escapar!

Descarregar
Go to: www.spacescoop.org
This Space Scoop is based on a Press Release from:
ESO
more news